Consultores Disponíveis Agora

Aisha

Psicanalista, Baralho Cigano, Baralho de Maria Padilha, Tarô de Marselha, Sinastria Amorosa e Mesa Radiônica.

Alyra

Mediunidade Intuitiva e Baralho Maria Padilha

Cigana Anita

Percepção Mediúnica, Tarot e Baralho Cigano.

Genaro Vidente

Vidente, Numerólogo, Baralho Cigano, Tarot Adivinhatório e Tarot Adivinhatório.

Helena

Reiki I+II, Tarot Rider Waite, Baralho Cigano, Aromaterapia e Terapia com os cristais.

Isabella

Vidência, Tarot Cigano, Baralho De Maria Padilha, Baralho Kipper, Baralho Cigano Lenormand e Tarot de Marselha.

Poliana

Terapeuta Holística, Clarividente, Tarot Mitológico e Baralho Cigano.

Serena

Terapeuta Holística, Médium, Tarot e Cartas Ciganas.

Taróloga Aida

Terapeuta Holística, Médium intuitiva, Tarot de Vidas Passadas e Baralho Cigano.

Taróloga Bianca

Terapeuta Reiki, Tarot de Rider Waite e Baralho Lenormand.

Taróloga Giovanna

Tarot de Waite, Runas Nórdicas e Mesa Radiônica.

Tarólogo William

Astrólogo, Vidas Passadas, Tarot, Baralho Cigano e Runas.

Últimos Artigos

Nossos pais podem em um nível inconsciente acreditar que estaremos desonrando eles se não mantivermos os padrões. Isso não é feito de forma racional ou por maldade, é apenas uma crença que passa pelo sangue, de forma hereditária. Quando não somos questionados sobre o motivo pelo qual fazemos as coisas, apenas estamos seguindo, condicionalmente, um padrão antigo (que pode ultrapassar até 5 gerações).

Necessitamos de intervenção consciente para pacificá-los e permitir então que estejamos modificando essas crenças e padrões. À nível automático, sem questionamento, apenas daremos seguimento no padrão.

Quando isso começa?

Isso inicia ainda quando somos crianças. Amamos nossos grupos de referência (pais e familiares) e queremos pertencer, ser como eles são e aceitamos sem questionar todos os seus valores e estamos prontos a nos sacrificarmos por eles, para mantermos a tradição e padrões antigos, que é a única forma que conhecemos até o momento. Afinal, não queremos superar nada, apenas honrar e manter para sermos aceitos e amados.

Isso começa a nos prejudicar, quando nos percebemos como seres únicos, não como seres do meio. Ou seja, quando vamos à escola, quando queremos namorar, quando fazemos ou queremos alguma coisa que não pertence àquele contexto. Então sofremos e não entendemos o motivo que aquilo não pode pertencer à nossa vida. Exemplo: minha família julga pessoas ricas e eu me apaixono por uma pessoa rica. Sinto a necessidade de integrar uma pessoa rica porém não dou certo com aquela pessoa e "não sei por quê". outro exemplo é eu reclamar que nunca consigo subir de cargo na empresa, porém minha família sempre me disse que chefe é ruim, não presta. Logo, eu não quero ser chefe, porque não quero ser uma pessoa ruim, que não presta. Mas não entendo o motivo de não conseguir subir de cargo, ser chefe da empresa. 

Abaixo, deixo uma oração que deve ser feita para que você se liberte da necessidade de honrar a crença familiar. Faça por 7 dias seguidos definindo uma área, assim como eu citei nos exemplos. É preciso que você tenha a crença definida e já tenha feito essa pré-análise. Caso não consiga fazer essa pré-análise sozinho, me chama no chat que te ajudo. Mas leia os exemplos novamente pois isso pode te ajudar.

ORAÇÃO:

Hoje quero homenagear toda minha família, principalmente meus ancestrais e pessoas que influenciaram meus ancestrais. Reconheço que eu venho de vocês. Vocês são minha origem. Ao chegar antes de mim, me forneceram o caminho no qual, hoje, transito. Sem vocês, eu não estaria aqui. Os honro por isso.

Hoje, honro aos que fizeram bem e aos que fizeram mal. Aos que se foram e aos que ainda estão aqui. Aos abusadores e aos abusados. Bons e maus. Ricos e pobres. Fracassados e bem sucedidos. Saudáveis e doentes. Além dos que conheci e aos que não conheci. Aos que foram honrados e aos que não foram honrados no passado.

A partir de hoje, cada passo que eu der com meu pé direito, eu o dou com meu pai e toda a família do meu pai. Cada passo que eu der com meu pé esquerdo, eu o dou com minha mãe e a família da minha mãe, respeitando os destinos de todos. Compreendo que respeitar, não necessariamente é seguir os mesmos passos.

Compreendo que pertencerei à essa família, à esse vínculo, mesmo se eu não seguir os mesmos passos. Peço que todos vocês, mãe, pai, irmãos, tios e cada um que já passou por essa família, assim como quem ainda está, assim como eu respeito a decisão de cada um, respeitem as minhas decisões, as minhas escolhas. 

Eu não necessito mais de uma benção de nenhum de vocês para ser uma pessoa saudável, bem sucedida, amada, amorosa e generosa do mundo. Em tudo que eu tiver sucesso, sei que estarei colocando o nome da minha família e minhas raízes no alto. Em tudo que eu fracassar, não farei por vingança, nem para honrar, nem para ensinar nenhum de vocês, apenas será uma escolha minha. E assim como vocês tem poder para escolher o que querem para vocês, da mesma forma eu também tenho, e usarei o poder de decisão à meu favor. Ainda faço parte de vocês e vocês de mim.

Eternamente grato. Gratidão aos meus antepassados. Eu me liberto sobre as expectativas deles e os liberto das expectativas que eles tenham sobre mim.
Que assim seja! Amém

 

Oração enviada por Thamara - iniciou no Conselhos do Bem em março/16 e ela é Psicoterapeuta Holística, Especialista em Despertar de Consciência e Espiritual, Constelação Sistêmica Familiar e atende com Reiki, Runas, Tarot Cigano, Radiestesia e Pêndulo.

Caso você queira fazer uma consulta com ela ou conhecer mais sobre ela, clique aqui.

Próximo Artigo Ver Todos os Artigos
Conselhos do Bem utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação Saiba mais »