Consultores Disponíveis Agora

Agnes

Astróloga, Numeróloga, Baralho de Zé Pilintra, Tarot dos Orixás, Tarot das Bruxas, Cristaloterapia

Aiala

Coach Especialista área Amorosa e Relac Abusivos, Baralho Cigano e Tarot Mitológico.

Alaíde

Terapeuta Holística, Búzios, Tarot e Baralho Cigano.

Alexandre D Ogum

Terapeuta Holístico, Búzios, Baralho Cigano, Reiki, Cromoterapia, Florais de Bach, Mesa Radiônica e Magia Cigana

Alyra

Mediunidade Intuitiva e Baralho Maria Padilha

Amabel

Vidência, Cartomancia, Tarot e Baralho Cigano.

Andressa

Tarô Videntes da Luz, Tarot Mitológico e Pêndulo.

Andrielle Cigana

Vidente, Baralho Cigano, Leitura de Copo d'Água e Cartomancia Tradicional

Atena Taróloga

Intuitiva, Tarot Smith Waite e Lenormand (Baralho Cigano).

Bento

Vidente, Baralho de Dona Maria Padilha e Sr. Zé Pelintra, Tarot de Marselha, Petit Lennormand, Tarot de Waite, Tarot Mitológico

Cigana Anita

Percepção Mediúnica, Tarot e Baralho Cigano.

Clarisa

Baralho Cigano, Tarot de Marselha, Baralho Maria Padilha, Mesa Radiônica e Cristais.

David Klaus

Psicoterapeuta Holístico Especializado em LGBTQIA+, Reiki, Baralho Cigano e Mesa Radiônica

Maeve

Coach Holística, Sensitiva e Tarot Mitológico.

Samantha

Vidência, Tarot dos Anjos, Tarot de Waite, Tarot de Bocceli, Tarot de Marselha, Tarot de Toth, Mesas Radionicas e Pêndulo.

Tarólogo William

Astrólogo, Vidas Passadas, Tarot, Baralho Cigano e Runas.

Últimos Artigos

 

Você já se queimou no amor? E por amor? Provavelmente, sua resposta é sim. Mas e se eu perguntar se você já queimou alguém, qual sua resposta? Raramente assumimos responsabilidades, nem sempre porque não queremos, mas por simplesmente não termos percebido o quanto somos capazes de "queimar" o outro por estarmos "quentes" demais em atitudes, em pressão, em nossas próprias necessidades, podendo nos cegar a ponto de não enxergarmos as necessidades do outro.

E se você decidir parar se ler esse texto agora, é porque você queima e segue queimando (ferindo) muito alguém, assim como se brincasse com um elástico e soltasse toda vez para ferir o outro. Pois é, os relacionamentos são como elásticos de borracha: se você os estica demais, podem acabar se rompendo, o que machuca ambos os lados. Mas, se você solta, a pessoa que continua segurando pode acabar se ferindo.

Quando você está brincando com um elástico, apenas para se autosatisfazer, a pressão em determinado momento será tanta que você irá soltar para que a pessoa "obedeça" o que você quer, como se fosse uma obrigação realmente a pessoa suprir suas necessidades, e é aí que o outro se fere: pela pressão em atender o que, talvez, apenas você quer. Afinal, se já houve uma conversa clara e amigável com o outro, se ele estivesse com a mesma intenção que a sua, naturalmente, as coisas aconteceriam, concorda?

Então vamos fazer um passo a passo, que servirá como um guia para você saber se está soltando o elástico ou se é a pessoa que está literalmente se machucando nessa relação:

🔹1- Você é a pessoa que sofre a pressão ou a que faz a pressão?

Observe se você costuma jogar todas suas responsabilidades no outro OU se você é sempre a pessoa acusada pelo outro.

Após isso, analise se você se dedica pacientemente o quanto cobra OU se quem cobra algo de você se dedica tanto assim.

🔹2- O que você está disposto a mudar?

Você está disposto a mudar ou só espera que o outro mude? O outro está disposto a mudar ou só espera que você mude?

Observar e ter clareza dessas duas coisas será fundamental para você compreender de qual lado vem a pressão. Talvez a pressão esteja dividida (os dois lados iguais), analise de forma mais neutra possível.

🔹3- Você consegue ser você mesmo com a outra pessoa ou precisa se "moldar" para estar com ela? A pessoa consegue ser ela mesma contigo ou precisa "pisar em ovos" para que não tenham brigas?

Responda sinceramente se você "queima" ou "solta o elástico" caso a pessoa não faça o que você espera OU se a pessoa te "queima/solta o elástico" caso você não haja de acordo com a expectativa dela.

🔹4- Você realmente quer estar nesse relacionamento? Você quer vencer ou ser feliz?

Pode parecer uma pergunta com resposta óbvia, mas te convido a analisar se você quer estar realmente estar nesse relacionamento ou se quer apenas ter conseguido estar nesse relacionamento. Resumindo, se você quer estar com a pessoa, mesmo ciente de que a pessoa nunca será como você sonha, pois todos temos personalidade única e não estamos aqui para satisfazer ninguém OU se talvez você só quer a sensação de ter vencido o mundo externo e, até mesmo, "dobrado" a pessoa a ponto dela não poder mais ser ela mesma, mas ser exatamente como você espera que ela seja, fazendo as coisas que você espera que ela faça.

Agora leia novamente a parte 4 e responda em seu íntimo com toda sinceridade, e só depois disso dê seguimento com a leitura.

Você sabe que ninguém pode amar no lugar do outro, e é difícil manter um relacionamento quando ambos estão seguindo caminhos ou sonhos diferentes. A tensão do "elástico" pode ser tolerável por um tempo, mas uma hora vai levar ao rompimento e alguém vai sofrer. 

Os sinais de que a tensão está afetando o relacionamento incluem perceber diferenças no tratamento dado pelo parceiro, sentir vergonha do modo como ele age ou não age em público, notar que a opinião dos outros importa mais para ele do que a sua, ou duvidar se ele estará presente em momentos difíceis. Se você perceber esses sinais, é importante conversar com a pessoa. 

Após essa leitura, qual conclusão você chegou? Seja qual for, se permita tomar uma decisão em sua vida de forma mais assertiva para si mesmo. Não se trata do outro, mas de si mesmo. E lembre que para ter relacionamentos duradouros e saudáveis, é importante cuidar do bem-estar de ambos, estar presente nos bons e nos momentos difíceis. Aceitar o outro com todas as suas falhas e inseguranças é fundamental, e isso vale para ambos os lados. Você merece alguém que esteja contigo em todos os momentos.

Construir relacionamentos sólidos não é apenas satisfazer nossas próprias necessidades e nem satisfazer 100% o outro.  Não significa sempre ceder às vontades dele, mas encontrar um equilíbrio justo. Refaça os 4 tópicos acima, agora de coração mais aberto, lembrando que conflitos são normais, mas é crucial lidar com eles com maturidade, comunicando-se e sendo empático, para evitar que a tensão se torne insustentável e o "elástico" estoure e machuque. A intenção desse artigo que eu escrevi é você ser capaz de fazer uma autoanálise e compreender que um relacionamento não é sobre um dos dois queimar ou que um sempre seja o queimado, mas que haja um equilíbrio saudável.

 

*Este artigo foi enviado por José Carlos - Coach Afetivo e Terapeuta Holístico, atende conosco desde julho/15 com Tarot Magia do Amor, Tarot Waite, Sibilla Italiana, Mesa Radiônica Estelar, Cartomancia e Dados para previsão datada.

Para fazer sua consulta com ele ou ver depoimentos que ele já recebeu, clique aqui

❂ Conselhos do Bem Online | www.conselhosdobem.com.br 

Próximo Artigo Ver Todos os Artigos
Conselhos do Bem utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação Saiba mais »