Consultores Disponíveis Agora

Abraão Sensitivo

Sensitivo, Numerologia Pitagórica e Cabalística, Tarot e Baralho Cigano.

Aisha

Psicanalista, Baralho Cigano, Baralho de Maria Padilha, Tarô de Marselha, Sinastria Amorosa e Mesa Radiônica.

Alaíde

Terapeuta Holística, Búzios, Tarot e Baralho Cigano.

Alexandre D Ogum

Terapeuta Holístico, Búzios, Baralho Cigano, Reiki, Cromoterapia, Florais de Bach, Mesa Radiônica e Magia Cigana

Andrielle Cigana

Vidente, Baralho Cigano, Leitura de Copo d'Água e Cartomancia Tradicional

Atena Taróloga

Intuitiva, Tarot Smith Waite e Lenormand (Baralho Cigano).

Celina

Pedagoga, Numeróloga, Tarot, Baralho Cigano e Pêndulo.

Hécate

Vidente, Terapeuta Holística, Tarot de Maria Padilha, Tarot de Maria Mulambo, Tarot do Amor e Tarot de Marselha

Helena

Reiki I+II, Tarot Rider Waite, Baralho Cigano, Aromaterapia e Terapia com os cristais.

Sávio Luz

Médium Sensitivo, Psicanalista, Búzios e Baralho Cigano ***Online Terça e Sábado***

Últimos Artigos

Em diferentes épocas, mulheres corajosas enfrentaram obstáculos, preconceitos e discriminações para conquistar seu espaço na sociedade, trilhando um caminho em direção à igualdade de gênero. Ao longo de décadas de movimentos feministas, bandeiras foram erguidas, paradigmas foram quebrados, e mulheres passaram a ocupar posições diversas, desafiando normas preexistentes.

Em meio a essas transformações, surge uma reflexão crucial: até que ponto mantemos a identidade feminina quando adotamos comportamentos que refletem uma certa masculinização em nossas vidas?

A verdadeira busca pela igualdade não deveria se basear nas diferenças entre homens e mulheres, mas sim na compreensão de que todos pertencemos à mesma humanidade, transcendendo barreiras físicas e espirituais. A concepção convencional de feminilidade, propondo que, em última análise, somos todos "gente" em diferentes estágios de evolução.

No entanto, há um alerta contra a reprodução de comportamentos masculinos sem reflexão, argumentando que muitas mulheres, ao buscar igualdade, acabam replicando padrões que não foram eficazes no passado. Essa abordagem pode resultar na perda de respeito e valorização das mulheres, contribuindo para uma espécie de "animalização" da sociedade, onde questões superficiais muitas vezes superam aquelas de natureza mais profunda.

Há desvalorização da mulher, frequentemente reduzida à sua aparência física em desmerecimento de sua capacidade intelectual. Durante a revolução feminista, houve uma masculinização percebida, mas a busca pela verdadeira igualdade não exige que as mulheres abdiquem de sua feminilidade.

Essa luta pela igualdade de gênero é algo muito antigo e não se pode esquecer de todas as conquistas que as mulheres ao longo da historia tiveram.

Abaixo vou listar as 10 principais conquistas que nós mulheres tivemos:

 

🔵 ACESSO À EDUCAÇÃO:

Historicamente, as mulheres foram impedidas de ter acesso à educação formal.

Lutas e movimentos feministas abriram caminho para a educação igualitária, permitindo que as mulheres buscassem conhecimento e desenvolvessem habilidades.

 

🔵 DIREITO AO VOTO:

Por muito tempo, as mulheres foram excluídas do direito de voto em muitas partes do mundo.

O movimento sufragista conquistou importantes vitórias, assegurando o direito de voto para as mulheres.

 

🔵 PARTICIPAÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO:

Mulheres enfrentaram discriminação e restrições significativas ao ingressar no mercado de trabalho.

Movimentos feministas destacaram a importância da igualdade de oportunidades, contribuindo para a presença crescente de mulheres em diversas profissões.

 

🔵 IGUALDADE SALARIAL:

A disparidade salarial entre homens e mulheres foi uma barreira significativa.

Ativistas têm pressionado por políticas e legislações visando garantir remuneração igual para trabalho igual.

 

🔵 CONTROLE SOBRE O CORPO:

Restrições históricas sobre a autonomia reprodutiva limitaram as escolhas das mulheres.

Movimentos pelos direitos reprodutivos têm trabalhado para garantir o controle sobre o próprio corpo.

 

🔵 COMBATE À VIOLÊNCIA DE GÊNERO:

A violência contra as mulheres foi, e ainda é, uma barreira importante.

Campanhas e organizações dedicadas têm promovido a conscientização e ações para combater a violência de gênero.

 

🔵 ASCENSÃO A CARGOS DE LIDERANÇA:

Mulheres historicamente enfrentaram obstáculos para alcançar posições de liderança.

Iniciativas de diversidade e conscientização têm contribuído para aumentar a representação feminina em cargos de destaque.

 

🔵 DESCONSTRUÇÃO DE ESTEREÓTIPOS DE GÊNERO:

Estereótipos tradicionais moldaram expectativas e limitaram as escolhas das mulheres.

A desconstrução desses estereótipos tem sido fundamental para permitir uma expressão mais autêntica e diversa da identidade feminina.

 

🔵 RECONHECIMENTO E COMBATE AO ASSÉDIO SEXUAL:

O assédio sexual, muitas vezes tolerado, impediu o pleno desenvolvimento profissional e pessoal das mulheres.

Movimentos como o #MeToo têm aumentado a conscientização e incentivado a denúncia do assédio sexual.

 

🔵 RECONHECIMENTO DA DIVERSIDADE FEMININA:

A busca pela igualdade também envolve o reconhecimento das diferentes experiências enfrentadas por mulheres de diferentes origens, raças e orientações sexuais.

Movimentos inclusivos trabalham para garantir que todas as mulheres tenham voz e representação.

 

Essas barreiras superadas representam marcos significativos, mas o caminho em direção à verdadeira igualdade de gênero continua, com desafios e objetivos em constante evolução.

Num contexto em que as mulheres buscam preservar o orgulho feminino, mesmo diante das transformações sociais, é essencial refletir sobre como avançar em direção a uma igualdade autêntica. Isso implica reconhecer e celebrar as diversas formas de expressão feminina, sem perder de vista a essência que nos torna únicas.

A verdadeira igualdade não está em replicar comportamentos, mas em criar um espaço onde todas as mulheres possam ser reconhecidas, respeitadas e valorizadas em sua autenticidade, com uma real liberdade!
 

~Este artigo foi enviado pela Cigana Ametista - Atende conosco desde set/14 - é Especialista LGBTQIA+. atende com Reiki, Medição e Harmonização de Chakras, Baralho Cigano, Tarô Cigano, Tarot de Marselha, Tarot dos Orixás, Tarot do Amor e Tarot dos Anjos. 

Para fazer sua consulta com ela ou ver outros artigos que ela escreveu, clique aqui.

 

Próximo Artigo Ver Todos os Artigos
Conselhos do Bem utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação Saiba mais »