Consultores Disponíveis Agora

Abraão Sensitivo

Sensitivo, Numerologia Pitagórica e Cabalística, Tarot e Baralho Cigano.

Alanis Taróloga

Sensitiva, Tarot Mitológico, Tarot de Rider Waite, Oráculo das Deusas e ThetaHealing.

Alyra

Mediunidade Intuitiva e Baralho Maria Padilha

Amabel

Vidência, Cartomancia, Tarot e Baralho Cigano.

Anahy

Visão Intuitiva e Baralho Cigano.

Aradia

Psicanalista, Terapeuta Reikiana, Médium Sensitiva, Tarot de Osho, Tarot das Bruxas, Baralho Cigano, The Good Tarot

Atena Taróloga

Intuitiva, Tarot Smith Waite e Lenormand (Baralho Cigano).

Atma

Terapeuta Holística, Médium Sensitiva, Numerologia, Reiki, Baralho de Maria Padilha, Dados, Runas, Oráculo da Deusa

Bento

Vidente, Baralho de Dona Maria Padilha e Sr. Zé Pelintra, Tarot de Marselha, Petit Lennormand, Tarot de Waite, Tarot Mitológico

Carlos de Ogum

Terapeuta Integrativo, Sensitivo, Búzios, Cartomancia, Baralho Cigano, Leitura Vibracional e Limpeza Energética.

Castiel

Tarot de Marselha, Tarot de Aleister Crowley (Tarot de Thoth) e Tarot de Rider Waite.

Celina

Pedagoga, Numeróloga, Tarot, Baralho Cigano e Pêndulo.

Cigana Anita

Percepção Mediúnica, Tarot e Baralho Cigano.

Cigana Kaline

Clarividente, Sensitiva, Psicanalista, Baralho Cigano e Mesa Radiônica Psicogerador.

Cigano Higor

Bola de Cristal, Búzios e IFá, Baralho da Cigana Sete Saias, Tarot dos Oceanos, Dadomancia e Espelhos de Oxum e Yemanjá

Evelin

Sensitiva, Taróloga, Terapeuta, Aromaterapia clínica, Astrologia, Tarot de Rider Waite Smith

Felícia Cigana

Psicanalista, Tarot Mitológico e Tarot de Marselha.

Genaro Vidente

Vidente, Numerólogo, Baralho Cigano, Tarot Adivinhatório e Tarot Adivinhatório.

Liohnel

Terapeuta Holístico, Coach, Leitura de vidas passadas, Tarot do Amor, Tarot Rider Waite, Tarot transcendental de Osho

Últimos Artigos

As relações entre eu e o outro podem ser simbolizadas pelo número 4. Em toda relação, algo parte do mundo ou do outro até o meu eu e de mim até o mundo ou aquele com quem me relaciono.

Curiosamente, os antigos viam na estrutura da realidade a permanência de 4 elementos que identificavam-se com 4 temperamentos básicos da estrutura humana.

Há aqueles que recebem o mundo de forma mais aérea, dispersiva; como o ar que circula por toda parte sem se reter, eles não se fixam. São os sangüíneos.

Há aqueles que se alastram e aquecem; são marcantes e vivazes como o fogo. São os coléricos.

Há aqueles que precisam que as coisas fixem raízes para que possam apreciá-las. Precisam de tempo e constância para dar frutos, como a terra. São os melancólicos.

E há aqueles se adequam mais passivamente, como a água se adequa ao seu recipiente. Que não se sobressaltam aos impactos. São os fleumáticos.

Curiosamente, a estrutura do número 4 descreve as relações na própria estrutura da realidade e os elementos da natureza podem se relacionar simbolicamente com um elemento da estrutura humana porque os elementos da criação dialogam nas nossas impressões.

Contudo, nós também somos, de certo modo, criadores da realidade. Criadores de nós mesmos. Não somos bichinhos. E sobre essa estrutura fundamental construímos nossa personalidade. Sim, recebemos do destino um temperamento e ele ordena nosso diálogo com o mundo. Porém, como co-criadores da nossa história dentro da nossa relação com o mundo, desenvolvemos nossa personalidade. E, na tarefa do desenvolvimento da personalidade, de nos tornamos quem devemos ser, culpar o temperamento e não tentar domar sua natureza é não apenas fraqueza - mas idolatria: é dizer que algo acima desse EU, desse poder que Deus te deu de fazer a si mesmo no mundo te domina total e arbitrariamente.

Prova de imaturidade é pôr a culpa em algo além do nosso livre-arbítrio, esse sinal de Deus em nós muito mais forte do que a estrutura básica da nossa natureza.

 

Próximo Artigo Ver Todos os Artigos
Conselhos do Bem utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação Saiba mais »